Redenção

É curioso como um livro com seqüências acaba mudando o julgamento do leitor a respeito de um determinado personagem. Lembro que quando li o primeiro volume de “Guardians” (Luciane Rangel), odiei a personagem Sofie Gautier. Só que ao ler o segundo volume, o ódio deu lugar ao sentimento de compreensão; quem passou pelo que Sofie tinha passado, não tinha como não ter se tornado a pessoa que ela se tornou.

E o mesmo aconteceu comigo em relação ao personagem Kazou Ninomura da saga Jishu, de autoria da fantástica Josiane Veiga.

Diferente da Sofie, não tomei ódio do Kazou. O caso é que, mesmo sendo um dos personagens principais, quando terminei de ler “Rendição” (1º livro da saga) entre todos os personagens, ele foi o que menos gostei.

Ele tinha a personalidade tão bem desenvolvida e explorada quanto a de qualquer outro personagem da trama; são só a personalidade como as emoções muito bem descritas (isso é um dos pontos dos livros da Josy que gosto muito: os personagens são tão bem descritos, tão humanos, que você jura que eles existem de verdade). Meu problema com Kazou era a insegurança dele em tudo!

Ok, uma pessoa que tem o pai como o dele, que quase o matou de uma surra por não tolerar que ele fosse homossexual não tem lá como ser 100% segura em tudo. No entanto, ele cresceu rodeado pelo amor dos membros da Jishu, logo, ao meu ver, não havia por quê ele ser tão inseguro assim.

Mas aí veio “Redenção” (2º volume) e meu conceito sobre ele mudou.

Kazou não sofria desde criança apenas com o repúdio do pai; ainda havia a absoluta indiferença da mãe, que, embora seja citada no primeiro volume, a relação entre eles foi mais explorada nesse segundo volume. Tão bem explorada que quase me fez chorar por causa do Kazou como me fez desejar poder entrar no livro e dar uns bons tabefes na mãe dele.

Pois é, como alguém sem uma família de verdade, mesmo sendo amado pelos amigos, podia ser um exemplo de segurança? Difícil, né?

Nino (apelido do Kazou) cresceu com o sentimento de rejeição latente. Não se considerava digno de ser amado por ninguém e, quando era, inconscientemente acreditava que cedo ou tarde a pessoa iria se cansar dele e ir embora sem olhar para trás.

Por isso que quando ele enfrenta a primeira crise realmente séria em seu relacionamento com Takeshi, fica profundamente abalado. Abalado o bastante para acabar ficando gravemente doente.

E para terminar de lascar tudo, um jovem talento da Agência IT, começa a dar descaradamente em cima de Takeshi.

Doente, inseguro e em meio a uma crise... Nino não tira da cabeça que mais dia menos dia seu parceiro acabará cedendo as investidas do rapaz, afinal, ele era tão bonito, tão jovem...

Só que, assim como no primeiro volume, a trama não gira em torno apenas do casal, Nino e Takeshi. Aiko e Suichi também se vêem diante de uma situação extremamente delicada: as mães de ambos descobrem sobre o relacionamento deles(confesso que meu coração quase foi na boca quando a mãe do Suichi flagrou os dois) e se opõem completamente contra aquilo que elas não cansam de chamar de “vergonha”.

E no meio desse auê todo, temos a fantástica Audrey Morgan que, depois de ter aprontado coisas que até o capeta duvida no primeiro volume, acabou virando uma amiga valiosa para os rapazes (com exceção de Takeshi, de quem ela realmente não vai com a cara). Além de se desdobrar para cuidar do Nino, ainda vai tentar ajudar Suichi e Aiko com o problema deles.

Olha, eu gosto muito do Aiko e do Suichi, mas admito que minha favorita, de longe, é a Audrey.

“Redenção” é um livro que desperta emoções intensas em quem tem prazer de lê-lo. Você se excita com as partes mais calientes; fica agoniada quando a mãe de Suichi ordena que ele não veja mais Aiko; fica condoída com a história de Nino; sente vontade de colocar o Takeshi no colo; admira a sagacidade da Audrey; vibra quando a mãe de Takeshi senta o tapa na cara da mãe do Kazou; vai às lágrimas quando um personagem secundário morre; enfim, é impossível não ficar completamente envolvido com a trama.

Estou apaixonada pela saga Jishu e já estou ansiosa pelo último livro dessa trilogia. Será triste dar adeus a esses personagens tão cativantes, mas eu quero logo o desfecho dessa saga maravilhosa.

* ~ LINKS ~*

28 comentários:

Suellen disse...

menina!!!!!!!!!!!

eu li a sua resenha e pensei que mesmo lendo a fanfic eu quero o livro. pensando bem eu sofri e quero saber qual vai ser o final. juro que assim como você quase tive um treco com algumas coisas que eu li e eu quero o livro. Bem Josy sabe nós fazer senti o personagem na veia e espero sentir isso como Lcy no primeiro volume que ganhei.

Beijos e fico por aqui...

=D

Adorei a resenha.

Luciane Rangel disse...

ADORO a Audrey *_*
Quero ler as continuações só pra saber o que acontece com ela (e espero um final muito feliz pra minha vilã preferida, viu Josy? Ò_ó)
Tbm amo o cachorro, mas a Josy já me contou o que acontece com ele ¬¬""
Amei a resenha, Rafa-chan!
Beijocas!

Josy-chan disse...

Kyahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
Deus, nem tenho o que comentar... eu já to as lágrimas com a sua resenha tãoooo perfeitaaaaaaaaaaaaaaaaa

Não tenho palavras... sequer posso esboçar o que sinto lendo... vc conseguiu captar tão bem td que eu quis passar, toda a dor dos personagens...

Lindo lindo lindooo
emocionada ao extremo com essa resenha tão perfa!

Josy-chan disse...

Pressinto que a Lucy vai arrancar meu coro qdo ler sobre Junior...

Suellen disse...

é melhor ela nem saber o que houve com Junior. kkkkkkkkkk. Mas mesmo lendo as fanfics eu um dia vou ler os livros de Josy e de Lucy e da rafa quando lançar o 2 volume.


sorte meninas!

Luciane Rangel disse...

Graças a uma certa autora spoileadora, eu já sei o que acontece com o Junior ¬¬

Fazer isso com um cachorro num livro é muita sacanagem u.u... Que fosse a criança, o pai de família, o papa... mas NUNCA o cachorro! ;______:

Josy-chan disse...

O problema nao foi a morte...foi a situação...hehehe

Rafaela Rocha disse...

Ah, Josi, que feliz você ter gostado da resenha @___@

E, vamos combinar uma coisa: a Audrey merece um moreno alto bonito e sensual -QQQQQQQQ

E quanto ao Junior, vamos combinar que TUDO na passagem dele foi de doer o coração. Tanto pela situação, como pela forma como ele foi maltratado e, ainda por cima, por sabermos todo o passado dele.

Fiquei toda hora pensando se tivesse acontecido algo parecido com minha gata...

Para ler Redenção é bom ter uma caixa de papel à mão. Ou uma toalha, pq, olha

Cristiane disse...

Adorei a resenha! Passou tão bem como são os livros!

A Josi tem esse dom de criar um texto super envolvente, que não tem como não comentar, se emocionar, tomar partido dos personagens, sentir na pele o que eles estão passando...

Enfim, adoro poder ler textos tão bem trabalhados!

Aoyagi Ritsuka disse...

nyanya eu amei a resenha e ja li a fic mas eu quero o livro D= odiei a morte do junior, podia ter matado ate o nino *não* *retiro oq eu disse* mas msm assim D= li em 2 dias muahaha *yes, parei tudo pra fka lendo*

Daniel Guarienti disse...

Pra variar, muito boa a resenha Rafa :D

Dani Hatsu disse...

Maravilhosa obra, hoje sou muito amiga da Josiane mas mesmo como leitora e fã tenho que dizer que essa serie o livro redenção me arrancou muitas lagrimas e sorrisos, maravilhosa obra!

Samila Lages disse...

Eu AMEY Rendição, e estou super empolgada pela possibilidade de ler Redenção!! *-*
A Josy é mega talentosa e tem o poder de transformar palavras em lágrimas para os meus pobre olhinhos >:<

Bruh_Caroline disse...

Ja tive a chance de ler as fics e dois livros da Josy, e realmente não tenho palavras pra dizer o quanto eu adoro tudo que ela escreve <3
Amei sua resenha, me fez ficar com ainda mais vontade de ler esse livro maravilhoso *-*

Nessa Karine disse...

Ótima resenha!!
Li a fic pensando em como eu precisava ter esse livro.
Realmente a parte do Junior foi mt triste , choro só de lembrar, mas é isso que deixa a história boa, o modo como a Josy escreve nos faz envolver nessa emocionante história, sempre querendo mais (mesmo sofrendo em algumas partes, haha).
Enfim, realmente gostei do 1° volume e vou amar o 2° (:
Parabéns pela resenha .
Beijos, Nessa Karine :*

レチシア Tiiemi ~ <3 disse...

Li tanto 'Rendição' como 'Redenção' no site do Ohmiya Lovers, e a história é de tirar o fôlego, o drama e os personagens são simplesmente incríveis <3
Muito linda a resenha! (:

Kitsune disse...

Fiquei impressionada com a resenha. É uma pena como livros assim não são divulgados por aqui (moro no Rio de Janeiro, os livros mais divulgados são obviamente da Saga Crepúsculo e outros do tipo). Fiquei super frustrada quando fui tentar comprar A Lenda de Fausto e não encontrei em loja alguma! Mas isso é outra história.
Este livro vai para minha lista de ano novo. :)
É bom ver que o mercado nacional está abrindo as portas para livros assim!

Lua ~ disse...

Tenho que comentar isso.
Ao ler a sua resenha me deu muita vontade de ler o livro. Adoro livros assim com esse toque de drama e com temática homossexual ainda fica melhor, pois poucas pessoas sabem realmente como é sofrer por ser um homossexual. Vejo que esse livro realmente mostra como não só os outros vêem, mas como a própria família se comporta diante deste fato.
Adorei a resenha!

Yukari Sakurai disse...

otima resenha! :3
tbm sinto meu coraçao apertado qdo penso q eh o ultimo livro... mas depois do fim, sempre virá um novo começo! (leia-se: mais fics da Josy!! \o/) e enfim toda a drama sera resolvida!
ja estou acompanhando remissao <3

Yah disse...

Eu li Rendição e Redenção e posso assegurar que a Josy saaaaaabe como te emocionar. Eu gostei mt da sua resenha, fala exatamente os pontos chaves do livro. Eu espero poder ler isso em mãos, um dos meus maiores sonhos, sempre quis comprar os livros da Josy, mas sabe como e pobre e_e''
Enfim, garanto que quem se dispor a ler essa saga da Josy nao vai se arrepender nuuuuunca, alias, vai é agradecer por algum dia ter conhecido o talento dela!

vendedor de ilusão disse...

Convido-lhe à visitar meu blog: http://vendedordeilusao.blogspot.com; nada me daria mais prazer...
Um abraço e parabéns!

Andressa Bernardes disse...

*-*
Parece tããão emocionante, adorei a resenha, me fez querer muuito conhecer a série

magnus langbecker disse...

Resenha bem tentadora! Aguardemos a oportunidade de ler o livro.

magnus langbecker disse...

Ótimo!

Kamy Jaganshi disse...

Uau amei *-*

Ta odiei os pais, mas mesmo assim amei saber q vai até rolar briguinha e terá cositas calientes rsrsrs

Como eu queria e muito ler esse livro *-*

Não só ele, mas como o primeiro volume tbm e o terceiro xD

@tiagotroll disse...

Aiko e Suichi são flagrados? PRECISO DESSE LIVRO!

Luuh disse...

ADorei a resenha... Deu para sentir um pouco do gosto das emoções envolvendo os personagens... E adorei a arbodagem gay... :D Louco pra ler

Mei Wong disse...

Interessante. Talvez eu procure o primeiro livro primeiro. hehe ^^